Educação

O UNICEF apoia o Governo de Angola na promoção do acesso equitativo a um ensino de qualidade.

acesso a uma educação de qualidade é um direito

Em Angola, de 2001 até 2014, o número de crianças que ingressaram na escola quase quadruplicou. A qualidade e eficiência da oferta educativa tem merecido a atenção do Governo e dos seus principais parceiros. 

Contudo, cerca de 22% das crianças em Angola ainda se encontram fora do sistema de ensino e 48% das crianças matriculadas não concluem o ensino primário. Apenas 11% das crianças dos 3 aos 5 anos têm acesso à educação pré-escolar.

As desigualdades no acesso são substanciais entre os meios urbano e Rural: A taxa líquida de frequência do ensino primário é de 78% para o meio urbano e 59% para o meio rural. No ensino secundário esta taxa baixa para 50% no meio urbano e 14% no rural. 

As disparidades de género são mais acentuadas no ensino secundário, onde o índice de paridade é de 0,89 para o meio urbano e 0,62 para o rural.

As desigualdades no acesso à Educação e a baixa qualidade do ensino reduzem as oportunidades de desenvolvimento e integração das crianças. 

O Programa 

Programa de Educação do UNICEF Angola foi concebido de acordo com o Plano Nacional de Desenvolvimento e em estreita colaboração com os Ministérios da Educação e da Acção Social, Família e Promoção da Mulher do país.

O seu objectivo é o de apoiar o governo a aumentar a capacidade de expandir o acesso equitativo e de qualidade à educação das crianças nos subsistemas de ensino  pré-escolar, primário e no 1º ciclo do ensino secundário. Para isso, conta com três domínios essenciais de actuação.

fonte: https://www.unicef.org/angola/educacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.